Sempre em tempo…

Certos assuntos eu prefiro comentar depois que o fato passou, assim o calor do momento não influencia no texto.

A morte de um ídolo é algo complicado de lidar e de comentar, principalmente quando não é meu ídolo.

O acontecimento mostra que a internet cada vez mais é uma terra de ninguém. Jornalismo sensacionalista barato não respeita o sentimento recente dos fãs e dos familiares com as fotos do local.

O CBJR não começou ontem, nenhum fã é burro ou se faz de cego. Todos sabiam dos problemas que o Chorão passava e como ele conduzia a vida dele. Mas ninguém precisa ver essas fotos.

Os não fãs aproveitaram o espaço para fazer piadinhas inúteis e reclamar. Lógico, o que fazemos na internet além de reclamar?

Será que essas pessoas não pararam para pensar que o assunto droga + bebida + remédios controlados é algo realmente sério? Essa combinação é letal, é um suicídio lento.

Quase todas as pessoas tem um conhecido que está em um momento delicado, que tal tentar ser um ombro amigo? Nem sempre a pessoa quer que você fale algo, ela só quer a oportunidade de sentar na frente de alguém e desabafar, sentir que ela não está sozinha no mundo.

Ele reclamava de solidão, que estava rodeado de pessoas mas se sentia só. É exatamente por isso, podemos ter muitas pessoas por perto mas não necessariamente elas se importam de fato como o que acontece com você, as vezes elas nem sabem o que se passa com você.

Então se você se importa demonstre. Faça algo por aqueles que você gosta. Seja chato, insista para que conversem com você. Insista que beber e dirigir é perigoso. Lembre que se a pessoa toma remédio ela não pode beber. Fale mil vezes que droga é realmente uma droga, é um caminho sem volta. Se precisar interne. Se precisar perca a amizade momentânea da pessoa mas mude-a. Repare no que a pessoa posta, um ombro amigo pode salvar uma vida.

E sobre o Chorão, ele não virou santo de repente. Ele era um ser humano como todos os outros mas que tinha o dom de saber transformar situações em músicas. Bem escritas, o que falta nos dias de hoje. Então você aí, respeite os que gostam e a memória do que ele fez. Use de exemplo um fim triste para que outras pessoas com problemas consigam dar a volta por cima.

Reflitam e respeitem.

 

xx

Marie

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *